bacalhau-a-bras
Arcos de Valdevez, Braga, Comer, Europa, Experiências, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Portugal, Turismo Criativo, Viana do Castelo

Workshop de culinária portuguesa: Bacalhau à Brás

O bacalhau é um dos símbolos da gastronomia portuguesa, profundamente enraizado nos hábitos alimentares do país. Dizem por aí que há, pelo menos, mil e uma maneiras de o prepará-lo, sendo quase uma missão impossível escolher qual é a mais saborosa. Mas os portugueses dizem que não, que só há duas maneiras: bem ou mal. Continue lendo

passear-e-azulejar-painel
Atrações Imperdíveis, Europa, Experiências, Porto, Portugal

Passear e azulejar: história, tradição e workshop

Viajar por Portugal é visitar um autêntico museu vivo da azulejaria. Mas é no Porto, no “Passear e azulejar”, um tour realizado pela Rita Branco do blog “O Porto Encanta” e pela ceramista Ninoska Trillo que se pode conhecer de forma única toda a sua história e evolução técnica, que passaram do artesanal ao industrial sem nunca deixar de ter uma característica manual e artística. E mais: pintar o seu próprio azulejo! Continue lendo

Braga, Comer, Europa, Portugal

Dona Petisca: petiscos que são uma viagem gastronômica por Portugal

Enquanto muitos restauradores fecharam seus estabelecimentos na rua D. Paio Mendes, em frente à Sé, o seu Moises Carvalho permaneceu, tanto pela paixão em restaurar móveis e objetos antigos, como pela visão empreendedora de que ali, futuramente poderia ser um espaço aproveitado pelas suas filhas. Ainda bem que seu Moises persistiu em dizer não a todas as propostas de venda e aluguéis, caso contrário, Susana poderia não ter tido o insight de criar, juntamente com sua irmã, Cristina, a Dona Petisca, uma tasca moderna que deu um sabor a mais na zona que é hoje a mais boemia de Braga. Continue lendo

casa-no-clock
Europa, Hospedagem, Portugal, Tondela

Casa da Estação No’Clock: viver e sentir o tempo sem a pressão do relógio

A linha férrea fez com que viagens de meses durassem dias, e as de dias, horas. A partir desse momento os ponteiros dos relógios passaram a rodar mais devagar. As pessoas passaram a viver e sentir o tempo sem a pressão do relógio.

Inspirada na linha férrea, a Casa da Estação No’Clock impõe apenas uma regra: descansar e aproveitar as horas, os minutos e os segundos, e imaginar que os ponteiros do relógio pararam para ouvir o som da natureza. Continue lendo

Spam prevention powered by Akismet

Pular para a barra de ferramentas

Adaptado por aquelesqueviajam.com