Workshop de culinária portuguesa: Bacalhau à Brás 1
Arcos de Valdevez, Braga, Comer, Europa, Experiências, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Portugal, Turismo Criativo, Viana do Castelo

Workshop de culinária portuguesa: Bacalhau à Brás

O bacalhau é um dos símbolos da gastronomia portuguesa, profundamente enraizado nos hábitos alimentares do país. Dizem por aí que há, pelo menos, mil e uma maneiras de o prepará-lo, sendo quase uma missão impossível escolher qual é a mais saborosa. Mas os portugueses dizem que não, que só há duas maneiras: bem ou mal. 

Bacalhau assado, frito, cozido… não há mesa portuguesa que se preze e não o apresente. Estando em Portugal, prová-lo, pelo menos uma vez na vida é indispensável, mas e prepará-lo? Vamos a isso?

Bacalhau à Brás é um dos pratos mais populares de Portugal. Não interessa a região, sempre haverá este preparo de bacalhau no menu de um restaurante. Diz a lenda que a receita foi criada pelo seu Brás, um taberneiro do Bairro Alto, em Lisboa.

Não se sabe por qual motivo, mas seu Brás, num certo dia decidiu misturar bacalhau desfiado com cebola frita às rodelas finas, batata palha, ovos mexidos, azeitonas pretas e salsa picada. A combinação, simples e despretensiosa deu tão certo que nada mais justo que atribuir o seu nome a esta maneira de preparar um bacalhau.

BACALHAU-A-BRASAlém do bacalhau, a carne de porco também tem forte presença na gastronomia portuguesa. Experimente um workshop de Carne de Porco à alentejana no Algarve

Mas o tchan do Bacalhau à Brás não está somente na mistura dos ingredientes, está na quantidade de cebola em relação ao bacalhau, no azeite usado para prepará-lo e no modo como são mexidos os ovos. O modo é quase sempre igual, com exceção da Taste of Minho que tem uma ideia simples e inovadora de os mexer – ou melhor: batê-los. Ficou curioso? Vai ter de descobri na prática!

Arregace as mangas, ponha o avental e comece a desfiar o bacalhau. O workshop de Bacalhau à Brás já começou, mas além dele é necessário preparar as entradas.

workshop-de-culinaria-portuguesaE de sobremesa? Aletria! Um doce de origem árabe que foi incorporado na gastronomia portuguesa. A Aletria é preparada com massa de fios muito finos, leite, açúcar, casca de limão, pau de canela e ovos.

aletriaPor último, mas não menos importante: champarrião de vinhão, um vinho rústico e de acidez muito elevado feito com a casta tinta mais cultivada na região do Vinho Verde. O champarrião a moda Taste of Minho é uma bebida preparada com Vinho Verde tinto da região, misturado com cerveja e açúcar. É uma bebida bem adocicada, traiçoeira e falsamente inocente por seu cheirinho de vinhão. Uma delícia que é sinônimo de perigo, principalmente no verão!

champarriao

Experimente o melhor champarrião da região do Minho no Caçana! Uma tasca que ganhou fama por servir o champarrião numa grande tigela da qual todos se servem com um copo de barro para os seus próprios copos.

Fim das entradas, Bacalhau à Brás e champarrião na mesa e a sobremesa à espera. Alguma pergunta? Desculpa, falar de boca cheia é feio :p

aquelesqueviajam_coraçao

O workshop de culinária de Bacalhau à Brás foi um convite da Taste of Minho, mas as experiências relatadas são todinhas pessoais.

Onde: Braga, Ponte de Lima, Ponte da Barca, Viana do Castelo ou Arcos de Valdevez

Quando: todos os dias

Com quem: Taste of Minho

Quanto: 50€ (workshop com o preparo de entrada, prato principal, sobremesa e bebidas)

Tempo: de 3:00h a 4:00h

Contato: + 351 93 513 99 31

Anterior Próximo

Aposto que também vai gostar de:

Seja o primeiro a comentar!

Sou curiosa! Deixe um comentário:

Adaptado por aquelesqueviajam.com