Cork Experience Tour: o mundo da cortiça portuguesa 1
Atrações Imperdíveis, Europa, Experiências, Portugal, Santa Maria da Feira, Visitar

Cork Experience Tour: o mundo da cortiça portuguesa

Quem vê de fora pensa que Portugal resume-se ao vinho, ao bacalhau e nas incríveis paisagens de norte a sul que enriquecem a beleza natural do país, não é? Esse pensamento não está errado, mas é necessário expandi-lo além do quadrado. Vamos a isso?

aquelesqueviajam_corkexperiencetour12É em Portugal que se encontra a maior área de montado de sobro. O sobro é um tipo de árvore da qual é extraída a cortiça, um produto 100% natural, ecológico e totalmente reaproveitável que é considerado símbolo nacional, tal como o Hino e a Bandeira.

No mundo da cortiça, Portugal é a grande potência internacional. O país é responsável por quase 65% das exportações mundiais que engloba rolhas, materiais de construção, objetos decorativos, assessórios de moda… tudo feito de cortiça. São várias as empresas que apostam na indústria corticeira, e que, através do Cork Experience Tour, organizado pela APCOR – Associação Portuguesa da Cortiça, podemos ter acesso aos bastidores do mundo da cortiça portuguesa. Vamos conhecê-lo?

António Almeida – Cortiças, S.A

aquelesqueviajam_corkexperiencetour14Que a rolha é o produto mais popular feito de cortiça disso ninguém duvida, mas o que nem todo mundo sabe é como funciona o processo de produção e os mistérios que se escondem em cada rolha. Ou sabem?

Da floresta do sobro até tornar-se na rolha perfeita para fechar uma garrafa, é na António Almeida que descobrimos que nem toda a cortiça transforma-se em rolhas. É, é mesmo! Somente a cortiça com 100% de qualidade é que pode ser utilizada para estar em contato com o vinho e as que não respeitam essa porcentagem, transformam-se em outros produtos.

Mas e como é que se distingui a qualidade da cortiça? Trabalhar com esta matéria prima é uma arte que exige tempo, experiência, paixão e muita dedicação! Tempo porque é necessário esperar, pelo menos seis meses, que a casca do sobreiro fique estabilizada depois de vir dos montados. Para depois ser limpada num banho de aproximadamente uma hora em água a 90ºC.

aquelesqueviajam_corkexperiencetour17Experiência porque não é qualquer pessoa que possui a sensibilidade para distinguir qual é a casca do sobreiro que serve para produzir rolhas.

aquelesqueviajam_corkexperiencetour3E paixão porque esse deve ser o sentimento de ver a cortiça transformando-se em rolhas, milhares de rolhas, companheiras inseparáveis do vinho.

aquelesqueviajam_corkexperiencetour15Mas a produção não para por aqui! Aliás, está só começando! Ainda há testes e analises a serem feitos e mais uma vez: um rigoroso processo seleção que numa primeira fase é através de uma máquina e na segunda pela sensibilidade dos olhos femininos. Daqui nada escapa!

aquelesqueviajam_corkexperiencetour13Além disso, as rolhas recebem um nome e uma identificação e por último são embaladas num saco com enxofre e pronto! Já estão preparadas para seguirem viagem pelo mundo.

Cincork – Centro de Formação Profissional da Indústria da Cortiça

aquelesqueviajam_corkexperiencetour9Com o objetivo de promover atividades de formação profissional que contribuam para a valorização dos recursos humanos da Industria da Cortiça, o Cincork possui vários cursos para jovens a partir dos 18 anos que desejam iniciar uma carreira ou para adultos profissionalizarem técnicas no setor da cortiça.

aquelesqueviajam_corkexperiencetour10O Cincork é um espaço inspirador e acolhedor para aprender tudo sobre a cortiça e está muito bem equipado para formação teórica e prática. No total são 12 salas pedagógicas, um laboratório para o desenvolvimento de projetos inovadores na utilização da cortiça, uma réplica de uma fábrica de rolhas, biblioteca, auditório, cozinha, refeitório e uma bar/sala de convívio com uma vista incrível.

aquelesqueviajam_corkexperiencetour11As formações profissionais são patrocinadas pela União Europeia e todos os alunos recebem uma bolsa para alimentação e transporte. A Cincork é a porta de passagem para aqueles que procuram emprego em Portugal, nomeadamente em Santa Maria da Feira que é onde estão instaladas mais de 500 empresas que empregam cerca de 6.800 pessoas. Essa região é o verdadeiro polo agregador da indústria corticeira!

Granorte – Revestimentos Cortiça, LDA

aquelesqueviajam_corkexperiencetour7Tudo na cortiça me fascina, mas há uma característica em particular que me fascina um pouquinho mais: nada se perde, tudo se transforma! E é de transformar o que não foi utilizado para a produção de rolhas em granulados, aglomerados e revestimentos que reside a essência da Granorte, uma empresa que produz revestimentos de cortiça para construção e decoração.

aquelesqueviajam_corkexperiencetour6Conseguem imaginar um espaço construído ou decorado com esse produto fascinante? Na Granorte há vários produtos inovadores e todas as aplicações são possíveis, sobretudo porque a cortiça funciona muito bem como isolante térmico e acústico, sem contar que ela é totalmente impermeável.

aquelesqueviajam_corkexperiencetour4

Corticeira Viking – Importação e Exportação, Lda

aquelesqueviajam_corkexperiencetour18Mas o reaproveitamento da sobra da cortiça vai além de revestimentos para construção e decoração. Na Viking ela também é utilizada para a transformação de utensílios para a casa, artigos industriais e vitivinícolas, objetos decorativos, gifts e acessórios de modas.

aquelesqueviajam_corkexperiencetour21Na Viking há de tudo e tudo é lindo, sustentável e claro: de cortiça! Do showroom a fábrica a vontade que se tem é de querer levar tudo pra casa, especialmente as bolsas e sapatos!

CTCOR – Centro Tecnológico da Cortiça

aquelesqueviajam_corkexperiencetourEngana-se quem pensa que a cortiça é uma matéria prima comum. Não, não! Quando falamos de cortiça portuguesa, estamos falando de um produto que exige um trabalho de pesquisa especializado e que possui normas muito bem definidas para a indústria.

aquelesqueviajam_corkexperiencetour23Na CTCOR realizam-se pesquisas incríveis, daquelas que nem fazia ideia que existiam. Por exemplo, a simulação do envelhecimento da rolha em garrafas de vinho e a de transportar vinhos de navio de um país para outro. Mas acho que as mais desafiadoras são as pesquisas que tem o objetivo de descobrir se a alteração do sabor do vinho é culpa das rolhas.

aquelesqueviajam_corkexperiencetour22

As pesquisas em volta da qualidade da cortiça portuguesa são constantes e isso deve-se também a importante participação deste produto na indústria de Portugal. Depois de passar pelas instalações da CTCOR e de conhecer as pesquisas que lá se realizam, uma cortiça jamais será vista como uma matéria prima comum! Acredite, ou melhor: viva essa experiência!assinatura-de-artigo-patrocinado_aqv

O Cork Experience Tour foi realizado a convite da APCOR, mas as opiniões são todas pessoais. Experimente esse roteiro que tem uma missão em particular: inspirar a conhecer o mundo da cortiça portuguesa. Agende uma visita para um grupo a partir de cinco pessoas!

Endereço: Avenida Comendador Henrique Amorim, Nº 580 – Santa Maria de Lamas/ Portugal

Contato: +351 227 474 040 | info@apcor.pt

Anterior Próximo

Aposto que também vai gostar de:

14 Comentários

  • Resposta Cristina e Renato 29 de outubro de 2016 at 14:35

    Que interessante! Sempre pensei que fazer cortiça era uma coisa simples, nunca imaginei que existiriam tantas técnicas e especificações. Curto muito a decoração à base de cortiça, o ambiente fica super aconchegante e com um ar de moderno. Parabéns pela matéria. Abraços, Cristina.

  • Resposta Viviane 4 de novembro de 2016 at 11:57

    Muito interessante esse trabalho com a cortiça!!! Adorei o post e o blog… PARABÉNS!!!

  • Resposta Gê Azevedo 4 de novembro de 2016 at 12:07

    Que post mais interessante!
    Nunca imaginei que Portugal era potência na cortiça!
    E quanto produto interessante se faz com esse material! Muito legal! Não fazia ideia!
    Parabéns pelo post!

  • Resposta Eloah Cristina 4 de novembro de 2016 at 12:37

    Como não ficar com vontade de pegar o avião agora e ir para Portugal? Gente, seu blog é incrível e cada dia mais quero conhecer o País.

  • Resposta Cristina e Renato 4 de novembro de 2016 at 13:17

    Voltando para ler de novo, rs. Também nunca pensamos que Portugal fosse produtor mundial de cortiça. Adoramos esse tipo de passeio, parabéns! Abraços, Cristina e Renato.

  • Resposta Carlos Roberto e Gleidys 4 de novembro de 2016 at 14:00

    Muito, muito legal. Tanta informação interessante, longe de nossa percepção normal. Viva a cortiça, que preserva a alma, o espírito e o aroma dos bons vinhos.

  • Resposta Taís 4 de novembro de 2016 at 16:43

    Uau que baita aula agora, Naiara. Não fazia ideia sobre esses detalhes da cortiça, muito interessante seu post 🙂

  • Resposta Luciana de Campos Assis 4 de novembro de 2016 at 20:10

    Que experiência interessante e divertida Na. Adorei.

  • Resposta Camila Lisbôa 4 de novembro de 2016 at 20:17

    Achei interessante demais esse tour 🙂 adooooro aprender sobre essas coisas e piro demais nesses passeios! Quero muito conhecer 🙂

    E amei as bolsas de cortiça! Que lindas <3

  • Resposta Deisy Rodrigues 5 de novembro de 2016 at 03:34

    Adorei o tour, super interessante.

  • Resposta Adriana Magalhães Alves de Melo 5 de novembro de 2016 at 21:39

    Que legal! Eu já sabia essa lance de Portugal com a cortiça. Muito interessante!

  • Resposta Edson Amorina Jr 6 de novembro de 2016 at 09:46

    Eita, bem legal esse post. Muito diferente e bastante informativo, adorei conhecer mais sobre o processo de produção das rolhas que protegem esse líquido dos deuses que é vinho.

  • Resposta Alice 10 de novembro de 2016 at 17:05

    Muito legal esse post para mostrar o valor da cortiça e também o trabalho que é!!! justifica bastante o preço dos produtos feitos com cortiça! e que precisa ser ainda mais valorizado porque ja tem empresas fazendo rolhas de plástico, metal e silicone..o que é uma pena porque ja se sabe que a rolha interfere no produto!

  • Resposta Joao 9 de maio de 2018 at 19:31

    Boa tarde Naiara, fiquei curioso á respeito da manufatura da cortiça!
    Sabe informar se existe alguma feira deste produto em Portugal?
    Manufatura, produtos finais, etc?
    Gostaria mto de saber

  • Sou curiosa! Deixe um comentário:

    Adaptado por aquelesqueviajam.com