Dicas para viajar em Portugal
Portugal, Dicas, Europa

Viajar para Portugal: 75 dicas para organizar uma viagem

Quando o assunto é Portugal, ou melhor, viajar para Portugal as dicas são mais que muitas e, para não correr o risco de esquecer alguma, nada melhor que elaborar uma lista, não é? De 1 ao 75, qual delas é a mais útil e qual delas foi uma grande surpresa?

💬
Vai gostar de ler também:

Motivos para viajar pra Portugal
O que precisa saber para turistar em Portugal

 

Dicas para viajar pra Portugal

1 – Se for explorar Portugal de Norte a Sul, alugue um carro através da RentCars – um comparador de preços de diversas locadoras. Assim, encontra o melhor carro com o melhor preço para pagar parcelado e ainda sem IOF. Aproveite a praticidade e a independência para explorar vilas e aldeias pouco populares ou de difícil acesso com transporte público. Como Soajo, Sistelo, Montesinho, Piódão, Linhares da Beira, Gimonde, Pitões das Júnias, e Rio de Onor.

2 – Se pretende viajar por Portugal de ônibus, faça o cartão Renex da companhia Rede Expresso. É grátis, leva apenas alguns dias para ser entregue e oferece descontos nas passagens de até 50%.

3 – Mas se a viagem é em família ou num grande número de amigos, lembre-se que os Comboios de Portugal possuem descontos para a compra de passagens múltiplas!

4 – Se tem poucos dias para visitar Lisboa ou Coimbra, alugue um patinete (trotinete em Portugal) com a Lime. Faça download com o meu código de desconto 🙂

5 – No inverno, de dezembro até fevereiro, costuma chover bastante no norte do país. Para “evitar” ficar aborrecido com os dias de chuva, inclua diversos espaços e museus que valem a viagem, como por exemplo, a Estação Porto São Bento, o Palácio da Bolsa e o Terminal de Cruzeiros de Porto dos Leixões (Porto); a Sé Catebral e Mosteiro de Tibães (Braga); Paço dos Duques (Guimarães); Museu da Vista Alegre e Museu de Ilhavo (Aveiro); Palácio de Mateus (Vila Real); Palácio da Brejoeira (Monção); Mosteiro da Batalha (Batalha); Mosteiro de Alcobaça (Alcobaça); Universidade de Coimbra (Coimbra); Convento de Cristo (Tomar); Igreja Paroquial de Válega (Ovar) e Convento dos Lóios (Santa Maria da Feira).

6 – Se ainda não fez a sua hospedagem, faça o cadastro no Airbnb para ganhar 41€ na primeira reserva. Há casas, apartamentos, cabanas incríveis para ter, provisoriamente , como lar.

7 – Para garantir atendimento médico, caso precise, em Portugal pode o ter de duas formas: 1) solicitar gratuitamente o PB4 no Ministério da Saúde ou 2) comprar um Seguro Viagem.

8 – Os portugueses são tão bairristas que, para proteger aquilo que é original de um determinado lugar, criaram o DOP – Denominação de Origem Protegida. Vários são os produtos integrados na lista, mas há uns que… dão água na boca só de pensar: Ananás dos Açores, Borrego da Serra da Estrela (o melhor que já provei na vida), Cabrito Trasmontano, Carne de Porco Alantejano, Mel de Lousã, Sal de Tavira, etc.

9 – Não tente encontrar o Brasil em Portugal. Substitua a coxinha por Bolinho de Bacalhau, a Nega Maluca por Pão de Ló, o chopp pelo Fino (se estiver no norte) ou Imperial (se estiver no sul), a Feijoada pela Feijoada Trasmontana, o Brigadeiro pelo Pastel de Nata, a porção de Batatas Fritas por uma tábua de queijos e enchidos (se estiver em Braga, experimente as tábuas da Dona Petisca), e os amendoins pelos tremoços.

10 – Vir para Portugal e não provar o Bacalhau é como ir para Minas e não provar Pão de Queijo. Se não é adepto de peixes, experimenta o Bacalhau com Natas. Mas, se é daqueles que adora experimentar de tudo e mais um pouco, vai com tudo, pois há mais de 1001 receitas feitas com Bacalhau em Portugal. As minhas sugestões são para o Bacalhau à Braga (conhecido também como Bacalhau a Narcisa), Bacalhau com Broa e Bacalhau a Brás.

11 – Não deixe de experimentar qualquer prato feito com Alheira de Caça, principalmente da região de Mirandela. Trata-se de um enchido feito com diferentes carnes de caça, mas antigamente, no tempo dos Judeus era feito com carne de frango, pois era uma forma de disfarçar o hábito de não comerem carne de porco.

12 – Se for para o Porto coma Francesinha com ovo frito, batata frita e um fino.

13 – Prove os doces conventuais típicos de cada cidade. Pode iniciar por: Ovos Moles de Aveiro, Travesseiro de Sintra, Pão de Ló de Ovar, Pão de Ló de Felgueiras, Tíbias de Braga, Pastel de Belém, Torta de Azeitão, Queijada de Évora, Pudim da Batalha, Jesuítas de Santo Tirso, Cornucópias de Alcobaça, Pastel de Tentugal, Clarinhas de Esposende…

14 – Adora uma sobremesa depois do almoço ou jantar e não sabe qual escolher? Siga as minhas dicas: Baba de Camelo, Aletria, Leite de Creme e Pudim Abade de Priscos (o melhor é o da Doçaria Cruz de Pedra!).

15 – Tão deliciosos quanto os queijos franceses e holandeses é o Queijo da Serra da Estrela feito com leite de ovelha da raça autóctone bordaleira. É proibido sair de terras portuguesas sem prová-lo!

16 – No Natal se come Bolo Rei ao invés de Panetone e na Páscoa há mais amêndoas do que Ovos de Chocolate, por isso: delicie-se com a variedade de amêndoas. Pão de Ló com queijo é sempre!

17 – Está só pelos vinhos portugueses? Explore o vinho de todas as regiões: Porto e Douro, Vinho Verde, Bairrada, Távora e Varosa, Dão, Tejo, Lisboa, Alentejo, Algarve, Beira do Interior, Trás-os-Montes, Península de Setúbal, Açores e Madeira.

18 – Se deseja conhecer a fundo a produção dos vinhos portugueses não pode ficar apenas com uma visita nas Caves de Vinhos do Porto em Gaia. Não se contente com tão pouco! Vá até o Douro, explore a região, as quintas – desde as maiores e conhecidas mundialmente as menores -, passeie pelas vinhas e coma as uvas diretas do pé. Incremente este roteiro com uma visita numa fábrica de produção de rolhas de vinho e numa fábrica de produção de toneis em Ovar.

19 – Além do vinho do Porto, tem de provar a sangria nas suas variadas versões, espumante de Alvarinho, Ginjinha de Óbidos, Champarrião (o do Caçana, em Viana do Castelo é servido numa tigela de barro), Bagaço e café com cheirinho. O último vai adorar, rsrs.

20 – Só de falar já sente o sabor do Moscatel de Setúbal? Então há duas coisas que tem de fazer: a primeira é visitar a Quinta José Maria Fonsceca em Azeitão e a segunda é viajar para Braga no Natal para, além de beber Vinho Moscatel, comer bananas! Tradição é tradição.

21 – A quantidade de cafés em Portugal é tanta quanto a de igrejas. Os portugueses vão ao café para, de fato, tomar um café, mas não é só! Eles vão para ler o jornal do dia, trabalhar, fazer reuniões, almoçar (sim, alguns cafés servem almoço!) ou simplesmente socializar. Há cafés tão incríveis e genuínos que a vontade é de ficar lá para sempre, como A Brasileira (nas cidades de Braga, Lisboa e o Porto); Café Guarany, Café Âncora D’Ouro (mais conhecido como o Café do Piolho), Pastelaria Versalles, e Majestic (Porto); Café Santa Cruz (Coimbra); Café Nicolau, Pasteis de Belém, Confeitaria Nacional, 28 Café, Pois Café, Café na Fábrica, Tease Rock and Roll Bakery Vertigo Café e Fábulas (Lisboa); Cadeira Quinhentista (Estremoz)… pronto, parei!

22 – Ainda sobre café, a Delta Café tem um Centro de Ciência do Café, um espaço de características únicas na Península Ibérica, que tem por objtivo reunir todas as temáticas relacionadas com o café.

23 – Se gosta de um mercadão e de sentir o aroma natural dos produtos fresquinhos, tem de conhecer o Mercado do Bolhão no Porto, o Mercado de Matosinhos, o Mercado de Olhão e o Mercado de Setúbal.

24 – Se não estranha nada que é exótico posto sobre a mesa, tem de ser ousado e experimentar as Papas de Sarrabulho, Lampreia, Pica no Chão e Tripas Fritas. Te desafio!

25 – Se quer descobrir como é o Carnaval de Portugal pode programar uma viagem para Ovar – que é o mais popular do país. Mas há outros destinos que também aderem esta cultura como Torres Vedras, Alcobaça, Loulé, Sines, Funchal, Sesimbra e Bragança, onde a festa se chama Carnaval dos Caretos, um dos mais tradicionais em Portugal. Mas quem são os Caretos? Os caretos, com os suas roupas coloridos, máscaras e chocalhos, saem às ruas com um único intuito: assustar as mulheres solteiras e dançar ao som de músicas tradicionais.

26 – O são João no Porto acontece num único dia, enquanto o São João de Braga dura quase um mês. Mas é em Valongo que tem um São João, pouco divulgado e com uma programação bem diferente do que acontece no Porto e em Braga.

27 – Se quer vivenciar a cultura portuguesa da forma mais genuína que existe, programe uma viagem numa data festiva. Há várias para além das feiras medievais e São João: Romaria de Nossa Senhora da Agonia em Viana do Castelo, Festa do Caldo em Quintadona, Feiras Novas em Ponte de Lima, Santo António em Lisboa e Festa da Flor no Funchal, etc.

28 – A Semana Santa de Braga é a mais famosa de Portugal, mas em Ovar também vale a pena uma visita durante este período, nem que seja para comer Pão de Ló de Ovar.

29 – Se adora os azulejos portugueses não pode deixar de fazer o tour Passear e Azulejar no Porto ou o Percurso Rua do Azulejo em Ovar. Ambos contam a história e a importância do azulejo na cultura portuguesa e finalizam com um workshop de pintura em azulejo.

30 – Sempre achou que a cortiça servia apenas para fazer rolhas de garrafa de vinho? Quebre os tabus com o tour Corck Experience Tour para se surpreender com o mundo da cortiça portuguesa. Rolhas, acessórios de moda, objetos de decoração, materiais de construção e muito mais!

31 – Gosta de fazer passeios de barco? Tem a costa portuguesa, os rios e rias para explorar: passeie num Barco Moliceiro em Aveiro, vá de Peniche para as Ilhas de Berlengas para conhecer o Forte de São João, visite o Castelo de Almourol numa ilha deserta, vá além da Ponte Dom Luis I no Porto através de um Barco Rabelo, vá até o Peso da Régua num cruzeiro pelo Rio Douro, veja o por do sol na Ria Formosa em Faro, explore as grutas e as falésias incríveis do Algarve.

32 – Se vai fazer o Caminho de Santiago Português pode fazer diversas rotas, como a da Costa, o Caminho Central, o Caminho da Geira ou o Caminho do Sul.

33 – Se é um curioso por natureza e quer saber mais do que está escrito nos livros, viaje por Portugal com os locais! Apreenda sobre a cultura de Lisboa e região com o casal Cultuga, descubra os encantos do Porto com a Rita do O Porto Encanta, conheça o Douro com a Bago d’Uva, experimente e conheça verdadeiramente a gastronomia do Minho com a Taste of Minho e os sabores de outras regiões com a Cooking Portugal, explore a região de Trás-os-Montes num jipe militar com a NordestPark, conheça os lugares mias lindos e genuínos de Sesimbra e Setubal com a Look Around Tour e passeie de bicicleta por Braga comigo!

34 – Se gosta de cicloturismo vai adorar descobrir a quantidade de vias cicláveis que o pais tem. Pode pedalar de ponta a ponta pela Costa do Algarve, pode ir de Guimarães para Fafe e de Viseu para Santa Comba Dão por ecovias que são antigas linhas de trem. De Ponte de Lima pode ir para Ponte da Barca, Arcos de Valdevez, Viana do Castelo e mais outros lugares incríveis!

35 – Quer sentir a sensação de abraçar Portugal por completo? Voe de parapente no Algarve, voe de balão em Bragança, voe de helicóptero no Porto ou salte de paraquedas em Braga.

36 – Se adora artesanato não pode deixar de conhecer os Lencinhos dos Namorados originais de Vila Verde, o Figurado de Barcelos, Tapete de Arraoiolos da vila alentejana de Arraiolo, a Renda de Bilro de Vila do Conde e Peniche, Louça das Caldas de Caldas das Rainhas, Máscaras Ibéricas de Trás-os-Montes…

37 – Portugal nunca foi conhecido por ser uma referência em moda, mas aqui há produções de peças de roupa únicas, como as feitas de burel – um tecido feito 100% em lã e muito resistente ao frio, neve e chuva que era tradicionalmente utilizado pelos pastores. Há várias marcas portuguesas que apostaram nesse tecido para criar coleções incríveis e bem quentinhas, perfeitas para viajar pela Serra da Estrela e outros lugares.

38 – Se gosta de moda não pode deixar de visitar o Museu do Traje em Braga e Viana do Castelo, o Museu do Linho em Vila Verde.

39 – Se quer se sentir na Índia, mas em Portugal tem de passear de Tuk Tuk por Lisboa, Braga, Viseu com a VisTuk e em Faro com a Far Eco Tuk.

40 – As praias mais bonitas e com água menos gelada estão no Alentejo e no Algarve. Mas, as de Sesimbra e Setúbal também não desapontam! Um leve choque no primeiro mergulho e depois… quem sabe uma Bola de Berlim e um copo de Sangria bem gelada, porque o milho cozido e a água de coco a gente tem lá no Brasil, certo?

41 – Se quer fugir dos centros urbanos movimentados, passe um tempo no Gerês. Lagos, praias fluviais, cascatas, miradouros, aldeias, igrejas e, na maior parte do tempo, paisagens de uma natureza selvagem.

42 – Quer fazer as trilhas mais bonitas do país? Serra Amarela, Minas do Carris, Trilho do Pescador, Cabo da Roca e Via Algarviana podem lhe agradar.

43 – Se o seu foco é turismo religioso, além de Fátima e Braga tem de incluir outras cidades no roteiro. Há igrejas e histórias surpreendentes pelo país, como Viana do Castelo, Lisboa, Alcobaça, etc.

44 – Se adora grafite não pode deixar de visitar Viseu – principalmente no Festival da Primavera, Porto, Braga, Vila Real, Lisboa e Covilhã. O street art invadiu as paredes desinteressantes de vários lugares destas cidades.

45 – Se gosta de regressar no tempo, há várias viagens de regresso aos tempos medievais que pode fazer em Portugal, a partir do mês de maio. Viagem Medieval em Santa Maria da Feira, Braga Romana, Feira Afonsina em Guimarães, O Reencontro de Valdevez em Arcos de Valdevez, Feira Medieval de Barcelos, Feira Medieval de Leça do Baliu, Feira Medieval de Óbidos são as mais populares. Lembre-se de experimentar Hidromel – a bebida mais antiga do mundo e de comer Sandes de Porto no Rolete!

46 – Se é um arquiteto e historiador e quer regressar na história de um Portugal pouco explorado, tem de fazer a Rota do Românico na região norte do país. Comece por Lousada onde há o Centro Interpretativo do Românico e depois vá rumo às descobertas!

47 – Há vários vestígios romanos em Portugal, mas é em Braga que maior parte deles se encontram. Faça um tour por Braga Romana e conheça uma fonte do século I e outros monumentos incríveis e ainda, prove um bolo romano!

48 – Se quer conhecer um Portugal mórbido visite a Capela dos Ossos em Faro, a Capela dos Ossos de Alcantarilha e a Capela dos Ossos em Évora. Quer mais? Estando em Évora, vá até ao Cromeleque dos Almendres.

49 – Uma das joias mais famosas de Portugal é a Filigrana. Em Gondomar há uma rota especifica para conhecer toda a história desta joia e ainda fazer a sua. Se quer ver uma exposição de Filigranas, não há ideia melhor do que assistir o cortejo das Mordomas na Romaria da Nossa Senhora da Agonia. Há centenas de senhoras e meninas minhotas desfilando com quilos e quilos de Filigranas e outras joias no pescoço.

50 – Portugal está, cada vez mais, a ser um polo tecnológico de referência. Uma prévia deste movimento pode ser presenciado nos diversos museus interativos como o Centro Interpretativo do Românico em Lousada, o Museu dos Descobrimentos em Belmonte, a Cave de Vinho Taylors, o Museu Interativo do Milagre Fátima na cidade de Fátima, o Ecomuseu do Barroso em Montalegre, etc.

51 – A Serra da Estrela não é apenas destino de inverno. Há muito para lá visitar, como o Museu do Pão em Seia, as aldeias históricas, as diversas quintas produtoras de Queijo da Serra da Estrela, as Quintas Produtoras de Vinho, as fábricas de Burel e toda a natureza da serra.

52 – Os castelos mais wow para visitar em Portugal são: Castelo de Guimarães, Castelo de São Jorge, Castelo dos Mouros, Castelo de Bragança e Castelo de Amourol. Lembre-se que os castelos portugueses tinham um caráter militar e serviam de proteção para a cidade e o país. Desvincule seus pensamentos do Castelo da Cinderela!

53 – Os palácios onde viviam a nobreza, a exemplo de Versalles, que merece uma visita em Portugal são o Palácio da Pena em Sintra e Palácio de Queluz (Sintra), o Palácio da Ajuda (Lisboa) Palácio da Bolsa (Porto) e Palácio de Estói (Faro).

54 – Nazaré e Peniche são os lugares mais famosos para surfar. Mas é no Algarve que encontrará praias, quase desertas, para ter ondas privadas.

55 – Booooooolaaaaa…. se golfe é um dos seus esportes preferidos, o Algarve é o seu próximo destino!

56 – Não há programa melhor do que um retiro para repor as energias, certo? Verifica a agenda da Cassa da Torre em Vila Verde.

57 – Se ao invés de praia, prefere as águas límpidas de rios há uma lista gigante de praias fluviais que tem de mergulhar: Praia fluvial do Vale do Rossim (Gouveia), Praia fluvial do Malhadal (Proença-a-Nova), Praia Fluvial de Loriga (Seia), Praia fluvial Foz d’Égua (Piódão), Praia fluvial da Serra da Freita (Arouca), Estorãos ( Ponte de Lima), Praia fluvial de Ortiga (Mação), Barragem da Queimadela (Fafe) e Praia do Fluvial de Adaúde (Braga).

58 – Se sempre que viaja visita uma biblioteca, além da Livraria Lello tem de conferir os livros que se encontram na Livraria Centésima Página em Braga, Biblioteca Joanina em Coimbra, na Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra, na Biblioteca da Academia das Ciências de Lisboa, na Livraria Bertrand – a mais antiga do mundo e Livraria do LX Factory em Lisboa.

59 – Se for para Amarante, vá até o Wine Experience Monverde para fazer o workshop Enólogo por um dia. Se for para Aveiro, visite as salinas e faça uma massagem. Se for para Fátima estenda a viagem até as grutas de Mira de Aire ou Gerutas de Alvados.

60 – Se estiver em Lisboa, num dia de chuva, aproveite para visitar as estações de metro mais icônicas: Jardim Zoológico, Laranjeiras, Altos dos Moinhos e Colégio Militar/Luz.

61 – Se for para Sintra, vai cedo! Além do Palácio da Pena e do Castelo dos Mouros há a Quinta da Regaleira, o Parque e o Palácio de Monserrate, o Cabo da Roca e um monte de coisas legais para visitar. Não esqueça de comer o Travesseiro de Sintra na Piriqueta!

62 – Se estiver curtindo uma praia portuguesa, aproveite a ausência dos vendedores ambulantes, mas quando ouvir alguém gritando Bolas de Berlim, não deixe passar sem comprar uma bolinha!

63 – Não deixe de ir numa apresentação de Fado. No norte há alguns restaurantes e casas de Fado, mas é em Coimbra e Lisboa que irá encontrar o “Fado de verdade”! Em Coimbra há o Fado Centro e por mais que pareça um “pega turista” é lá que, além de ouvir, aprende sobre a história e a importância do Fado na vida acadêmica dos portugueses. E em Lisboa tem um Museu do Fado e a Casa Museu Amélia Rodrigues.

64 – Em Portugal não há DisneyLand, mas há diversas atrações para as crianças onde quem, talvez, mais se diverte são os adultos. Museu dos Pequenitos em Coimbra, Oceanário de Lisboa, Aquashow no Algarve, Dino Parque em Lourinhã, Sea Life e World of Discoveries no Porto, Diver Lanhoso, Zoomarine em Albufeira, Slide e Splash em Lagoa, Magkland em Penfiel, Quinta de Pentieiros em Ponte de Lima e o Parque Aquático de Amarante.

65 – Há uma série de igrejas lindas em Portugal que poucos conhecem. Quer visitá-las? Inclua no roteiro o Santuário da Nossa Senhora da Graça, Igreja do Penedo(na serra de Sintra), Igreja de Valega (Ovar), Igreja de São Domingos (Lisboa), Capela do Senhor da Pedra (Gaia), Capela de São Miguel (Coimbra), Igreja de Santo Ildefonso (Porto) e Igreja de São Vitor (Braga).

66 – Se, por acaso, for para os Açores dê um jeito de ir para a Ilha do Pico e subir a maior montanha de Portugal. Subir os 2 351 m de altitude pode ser feito de madrugada para assistir ao nascer do sol ou ao final do dia, para ver o pôr do sol ou então durante o dia para passar a noite numa tenda no topo da montanha. Já pensou em dormir na cratera de um vulcão?

67 – Há vários percursos em forma de passadiço que permitem caminhar e ver Portugal de uma forma única. Um dos mais famosos, com 8 km para cada lado, são os Passadiços do Paiva, mas há também em Aveiro, em Espinho, Leça da Palmeira, na Ecovia do Vez, e mais outros.

68 – Se gosta de lugares místicos onde a magia é predominante na história, tem de conhecer Montalegre. Se puder, vá na sexta-feira 13 onde acontece a maior festa sombria e assustadora do país! Visite também a Ponte de Misarela e hospede-se no Hotel Rural de Misarela.

69 – Se quer uma foto de cartão postal num lugar que poucos conhecem, vá ao balanço mais famoso no mundo no alto de Trevim, simplesmente o ponto mais alto da serra de Lousã, pertinho de Coimbra. São 1200 metros de altitude, aposto que já sente a brisa do vento batendo no rosto!

70 – Foi em Guimarães que Portugal nasceu, mas foi em Arcos de Valdevez que Portugal se fez!

71 – Se quer relaxar, vá até as Termas de São Jorge na Vila de Caldas de S. Jorge perto de Santa Maria da Feira ou então, visite as Salinas de Castro de São Marin no Algarve, as Termas das Caldas da Saúde em Santo Tirso, as Termas de Vidago que ficam no Vidago Palace Hotel e as Termas de Melgaço.

72 – Se for para Fátima não fique apenas pelo Santuário. Há diversos museus religiosos e o percurso de trenzinho pela casa dos pastorinhos.

73 – Se tem uma coisa que faz com que os portugueses vibrem de paixão ou discutam seriamente é o futebol. Por isso, ver um clássico Porto x Lisboa é imperdível! Mas há estádios que, independente de quem lá for jogar, vale uma visita: Estádio do Dragão no Porto, Estádio da Luz em Lisboa e o Estádio Municipal de Braga – construído numa pedreira e vencedor do Pritzker 2011, o “prêmio Nobel da Arquitetura”.

74 – Música clássica é seu estilo? Marca na agenda um espetáculo na Casa da Musica ou no Coliseu do Porto ou no Theatro Circo em Braga (pode também fazer uma visita guiada).

75 – É adepto de Turismo Criativo? Visite Loulé, na região Barrocal do Algarve e divirta-se com as diversas opções de turismo criativo que a cidade possui. Pode fazer um Photo Walk para conhecer a cidade, Workshop de Culinária ou então aprender sobre o processo de produção de cal, visitar os antigos fornos ainda preservados e ainda pintura de cal. Fica atento a agenda do Loulé Coreto Hostel! Sempre tem alguma atividade bem bacana acontecendo por lá!

❤ Gostou das dicas de viagem? Segue o @aquelesqueviajam no Instagram e no Facebook para viajar todos os dias e em realtime! 

❤ Vai viajar? Organize a próxima viagem com as milhares de ideias e inspirações do @aquelesqueviajam no Pinterest! Faça pins e crie álbuns incríveis!

❤ Lembre-se de reservar a hospedagem pelo Booking ou pelo Airbnb com 41€ de desconto na primeira reserva! Faça a reserva agora mesmo!

Se chegou até aqui, deixa um comentário e compartilha esse artigo com quem mais gosta de viajar 👇 

Anterior Próximo

Aposto que também vai gostar de:

3 Comentários

  • Resposta Luciano 20 de abril de 2019 at 10:12

    Ah, Europa! Portugal é dos países que pretendo conhecer em breve.
    Esse artigo mexeu com minha ansiedade, preciso organizar logo essa viagem. Parabéns!!

    • Resposta Naiara Back 29 de abril de 2019 at 17:21

      Que bom que gostou Luciano! Portugal é um país incrível para viajar 🙂

  • Resposta João Victor 1 de maio de 2019 at 15:43

    Excelentes dicas, tenho muita vontade de conhecer Portugal, e em brave realizarei esse sonho. Esse artigo me ajudou muito, Obrigado.

  • Sou curiosa! Deixe um comentário:

    Adaptado por aquelesqueviajam.com