fbpx

Aqueles que viajam para Esposende

Portugal é um país incrível, cheio de lugares onde o período da pré história com o presente fazem um match perfeito. Esposende é a prova disso! Basta ir além das suas praias, fugir para o monte, caminhar ou pedalar por percursos – ainda – pouco explorados para materializar parte do conteúdo aprendido nas aulas de história e geografia.

Leia também:
Esposende com E(co)stória: percursos temáticos de bicicleta elétrica
20 dicas para visitar Esposende

 

Tudo o que precisa saber para viajar para Esposende

Quando ir a Esposende?

Por estar localizado na costa norte de Portugal, obviamente o Verão acaba por ser a melhor época – especialmente para quem gosta de praia e/ou praticar esportes aquáticos. Em contrapartida, as outras estações (com alguma desconfiança do Inverno) apresentam boas temperaturas para explorar Esposende – além das suas praias.

Como chegar

Esposende fica a menos de 40 minutos do Porto, de Braga e Viana do Castelo e é o destino perfeito para um fim de semana prolongado (ou mesmo para umas férias). Tem praias e rio, natureza e arquitetura, ciclovias, percursos pedestres, artesanato, gastronomia e muito mais.

Facilmente se chega de transporte público, através da Rede Expresso ou Transdev.

Onde dormir

Hotel Suave Mar
Construído em 1946, junto à Foz do Rio Cávado, harmoniosamente integrado na paisagem natural de Esposende, o Suave Mar é um hotel resort com piscina, academia, quadra de ténis, parque infantil, bar e restaurante. Há tanto por aqui, que facilmente disputa pelo tempo dedicado a passear pela cidade.

Os quartos são elegantes, confortáveis e decorados com um estilo discreto e clássico. Tem sorte, quem ficar hospedado nos quartos com vista para a piscina e mais sorte ainda, quem ganha a vista para o mar!

Suave Mar

👉 Faça a sua reserva no Hotel Suave Mar!

Alojamentos Pinhal da Foz

Pinhal da Foz

Em Esposende há cantinhos assim: Studios duplex, inseridos num clube. No total, são 16 alojamentos de dois andares, com varanda e vista para o exterior, onde tem um jardim de onde não queremos sair – exceto se for para mergulhar na piscina ou jogar ténis. Um verdadeiro charme!

Pinhal da Foz quarto

👉 Faça a sua reserva em um dos Studios duplex dos Alojamentos Pinhal da Foz.

O que fazer em Esposende

Praias

Aqueles que viajam para Esposende 1

Falar de Esposende é falar de praia. E vale tudo, das mais concorridas, como Ofir e Apúlia (uma das praias mais ricas em iodo, em Portugal), às mais tranquilas, como a praia de Cepães, Bonança e a de São Bartolomeu do Mar.

Dentro da água, além de bons mergulhos, ainda pode se aventurar em uma atividade aquática como Kitesurf, surf e stand up paddle!

Moinhos da Apúlia

Moinhos de Apúlia

O mar sempre foi uma fonte de riqueza a explorar – daí a localização estratégica dos moinhos da Apúlia! No passado os moinhos de vento de planta circular e formato cónico, localizados bem em cima das dunas da praia eram utilizados para a moagem de cereais.

Recentemente, os moinhos foram restaurados pelos donos e agora são casas de férias particulares e parte da paisagem, junto dos passadiços de madeira sob a praia de Apúlia.

Lagoa da Apúlia

Lagoa da Apúlia

São 12 metros de altura (o equivalente a três andares), alcançados através de uma escada em caracol, que nos permite ter uma noção mais exata – e surpreendente – da paisagem natural. Quem tiver vertigens talvez pense duas vezes antes de subir a sua escada em caracol, mas vale a pena, porque lá de cima ouve-se o som de vários pássaros e sente a brisa do vento bater no rosto. A.D.O.R.O!

Observatório de Aves

Observatórios Esposende

Em Esposende, há vários observatórios de aves que convidam a uma silenciosa paragem, preferencialmente com um binóculo, para ver as muitas espécies de aves – mais de uma centena – que procuram o estuário como refúgio de inverno ou lugar de descanso durante as migrações. Aqui, as condições para a observação de aves selvagens são privilegiadas!

Miradouro da restinga do Cávado

Viajar para Esposende

Rodeado pelo rio e pelo mar, no miradouro da restinga do Cávado vemos os dois lados da península. Aqui, o silêncio e a vista são avassaladores. Uma caminhada, em qualquer altura do dia que faz valer a viagem!

Castro de São Lourenço

Castro de São Lourenço

Bora viajar no tempo? O Castro de São Lourenço é um monumento arqueológico onde conseguimos compreender de que modo aconteceu a ocupação humana do território: da Pré História à Idade do Bronze.

Ainda pelo castro, se subir a escadaria da capela vai ter acesso a uma vista 360º de Esposende! Preciso dizer que o pôr do sol, daqui, é simplesmente wow?

Se fizer o passeio temático dos Miradouros do Esposende E(co)stória, fica a saber mais sobre o patrimônio arqueológico e histórico do castro.

Miradouro de Monte Faro

Esposende com E(co)storia

Do alto do Monte de Faro podemos ver o pinhal de Ofir e os célebres Cavalos de Fão – cavalos? Sim, cavalos! Wait, eu explico!

Os Cavalos de Fão são um conjunto de rochas submersas na praia de Ofir que, podemos entender como dos icebergs que serviam de armadilha para os barcos inimigos, na época dos descobrimentos.
vem cá acima, na maré baixa, espreitar a terra. Os fangueiros atribuíram-lhe várias lendas, e todas convergem para um animal, o cavalo – daí o seu nome popular, os Cavalos de Fão.

São várias as lendas a respeito das rochas submersas de Ofir. Em todas, há algo em comum: a ideia de que aquele conjunto resulta da petrificação de cavalos.

Monumentos Megalíticos Dólmens e Menires

Aqueles que viajam para Esposende 2

Portugal é um país de lugares incríveis, onde a história persiste ao longo dos anos. Prova disso são os monumentos megalíticos Dólmens e Menires, espalhados pelo monte de Esposende, que nos ajudam a entender como os homens da pré-história viviam, através das interpretações do que o homem descobriu escavando.

Cemitério Medieval das Barreiras

Cemitério Medieval

Escavado em 1989, o Cemitério Medieval das Barreiras é um dos exemplares mais importantes do conjunto de cemitérios pertencentes à Idade Média europeia. Pelo tamanho das sepulturas e pelos ossos encontrados, acredita-se que teria sido um cemitério dos séculos XI e XIV, período em que a Peste Negra vitimou milhares de pessoas.

As 144 sepulturas encontradas estavam orientadas no sentido poente-nascente (cabeça-pés), de acordo com o padrão medieval.

Por do sol no Rio Cávado

Pôr do Sol Esposende

O rio Cávado proporciona belas paisagens em qualquer parte do dia, mas ganha especial encanto sob a luz dourada do crepúsculo. A zona protegida do Parque Natural do Litoral Norte estende-se ao longo 16 km de costa, desde a foz do rio Neiva até à Apúlia.

Há vários percursos sinalizados junto ao rio Cávado. Independente do quilômetro em que estiver, o pôr do sol vai valer a pena! Respire tranquilidade e… enjoy your time! 😁

Esposende E(co)stória

Aqueles que viajam para Esposende 3

Nem só de praias vive Esposende! Pelo monte, pela ciclovia, junto ao rio ou por caminhos desconhecidos… é para onde o Esposende E(co)stória nos leva!

Através de seis percursos temáticos, feitos de bicicleta elétrica e com um técnico especializado, podemos ter uma visão 360 do patrimônio natural, paisagístico, arqueológico, religioso, cultural e etnográfico da cidade.

O projeto, recentemente inaugurado, tem como objetivo desenvolver – ainda mais – o turismo de natureza e a valorização dos diversos patrimônios com toda a facilidade que uma bicicleta elétrica promove, auxiliando no esforço realizado nas partes mais difíceis. 🚲💪 Por isso, nada de dizer que “cansa muito”, viu?!

Os passeios são GRÁTIS e acontecem uma vez por mês, sempre ao terceiro domingo, até Agosto.

Onde comer

O Buraco
Convém explicar que este é um buraco de onde não vai querer sair. Pelo menos não, sem antes preencher o “buraco” do estômago!

Peixe, marisco e carnes grelhados na brasa… pode escolher! Tudo uma boa aposta! Se quer algo mais especifico, anota aí: arroz de marisco, o linguado à Meunier ou a grelhada mista de peixe são feitas com os melhores produtos do mar, ali tão pertinho.

X-Praça
O X-Praça é um ícone de Esposende, não só pela sua localização, numa pracinha atrás da Câmara Municipal, como pelos hambúrgueres artesanais, as estrelas do menu!

Diante do que se pode pedir, para um almoço ou jantar como tem que ser, só há uma regra: esquecer de dietas e restrições alimentares. Apesar dos hambúrgueres serem na medida XL, acompanhados de salada e batata frita, há ainda as sobremesas e – para os ansiosos – as várias opções de entradinhas. Super recomendo pedir a Brusqueta

De Lili & Companhia Gourmet
A confeitaria De Lili & Companhia Gourmet, fundada pelos familiares de Clara Vitória Mendes, a criadora das famosas clarinhas de Fão é o spot perfeito para quem está sempre atrás do que é original. Aqui, não há volta a dar: tem de provar os Pastéis de Lili, feitos em massa fina e de forma retangular – tipo meia lua (como os pastéis do Brasil!), recheados com doce de chila, cobertos com açúcar em pó…. hum….

Mas, nesta pastelaria, há outras especialidades como as cavacas de Fão, também receita de família, os esposendinhos e outras delícias que vale a pena provar.

Dolce Sapore
Itália e Portugal à mesa, com certeza! A fermentação lenta e um processo de maturação em frio ainda mais prolongado (mais ou menos 72 horas), tornam a massa fina, ao estilo napolitano, do Dolce Sapore, ainda mais leve e crocante.

Além das tradicionais pizzas, ainda há pastas, saladas, bruschette e criações do chef e pizzaiolo Marinho Sousa que combinam a gastronomia portuguesa e italiana, como por exemplo, a francesinha feita com massa de pizza, e o bacalhau Dolce Sapore, um pão recheado com bacalhau em cebolada, batata crocante e mussarela gratinada. hummmm!

 

A press trip para Esposende foi realizada em parceria com a Câmara Municipal de Esposende. As opiniões são todas pessoais e verdadeiras.
*Esposende com E(co)stória faz parte do programa PROVERE – Consórcio do Minho promovido pela Câmara Municipal de Esposende.

Leave a comment