fbpx

Casas do Juízo: um lugar para “perder” o juízo e a noção do tempo

A aldeia do Juízo é uma antiga antiga vila romana e também, a antiga morada de um juiz – dai a origem do nome. É uma aldeia tipicamente beirã, vestida de granito amarelo, onde a história permanece intocável e a vida se prolonga sem a mínima noção do tempo.

Aqui, obviamente, o que mais impressiona é o silêncio. Um ou outro barulho de animal, de vez em quando, rompem o ruído que toma conta da aldeia. Há décadas, viviam no Juízo mais de 200 habitantes, hoje não chegam a 20. Mas, eventualmente, a aldeia recebe outros habitantes que desejam aproveitar a harmonia silenciosa do interior de Portugal e explorar a região. Estes novos habitantes possuem um endereço fixo: as Casas do Juízo.

 

💬 Vai gostar de ler também:
75 dicas para organizar uma viagem pra Portugal

 

Como é ficar hospedado nas Casas do Juízo?

Localização:

Inserido num meio rural e no centro de cinco Aldeias Históricas de Portugal, a aldeia do Juízo fica no Vale do Côa, a poucos quilômetros da cidade de Pinhel. Se vai de transporte público, não se preocupe: há trem de norte a sul e o táxi, sempre a porta para levar da Estação Ferroviária do Pocinho até a recepção das Casas do Juízo.

Estando numa aldeia, com poucas e pequenas ruas, o carro torna-se desnecessário. A não ser que, tenha a ambição de explorar os arredores. Mas… neste caso, as bicicletas BTT, disponibilizadas gratuitamente para quem fica hospedado nas Casas do Juízo, são mais que suficientes não só para explorar, mas para se conectar com a natureza pura e rural da região.

 

Staff

Enquanto no Porto, as boas-vindas são com Vinho do Porto, aqui é com Pinga do Juízo (uma espécie de licor de figo) e Ajuizados (uns biscoitos de amêndoa, feitos com amêndoas da propriedade). Mas, o que torna as Casas do Juízo uma experiência incomparável está na forma familiar e amorosa como somos recebidos pelo seu José Pinto Guerra e sua esposa Isabel.

 

Casas do Juízo: dos quartos a cozinha

Recuperadas com a dedicação e o sorriso de quem é filho da terra, as Casas do Juízo, são um conjunto de oito casas de granito que dão cor e vida a aldeia do Juízo que, ao longo do tempo foi perdendo os seus habitantes.

De T0 a T4, as Casas do Juízo estão inseridas em dois condomínios fechados, onde cabem 30 pessoas, quase o dobro dos habitantes que por ali moram.

Com uma decoração rústica e de muito bom gosto, as casas ganharam os nomes dos espaços que antes ali ficavam. A Casa do Museu, por exemplo, foi construída em cima de um antigo lagar de vinho e a Casa do Juiz, é onde, supostamente, teria sido uma pequena cadeia.

Algumas casas, como a Casa da Capela e a Casa das Talhas, têm dois andares, pois antigamente, a estrutura das casas eram divididas entre os moradores (que viviam no andar de cima) e os animais (que ficavam no primeiro andar).

Todas as casas possuem banheiro, sala, cozinha equipada com tudo o que precisa para cozinhar (inclusive máquina de café e suas cápsulas), ar condicionado, termoaculador, televisão, wi-fi, salamandra e lenha para os para combater o rigor do inverno.

Mas, antes de pensar em usufruir da cozinha, é necessário ir as compras em Pinhel ou a Trancoso, pois no Juízo não há supermercado e nem mercearia.

Mais do que uma casa para habitar e, mesmo que provisoriamente, chamar de sua, as Casas do Juízo proporcionam uma experiência incomparável durante todos os dias do ano. É o convite perfeito para regressar as origens, mergulhar na cultura de um povo rural e explorar sem pressa, o melhor da região Beirã.

 

Área externa

Há uma piscina exterior para os mergulhos de verão, mas coberta e aquecida durante os meses de inverno. Mas não é só! Na área externa há também uma pequena academia, jardins, horta biológica, churrasqueira, estufa, a sala da mina (ideal para eventos) o lagar (mini espaço museológico), uma quinta com animais e vários espaços de lazer para descansar. Dizem que é relaxando e descansando que se cria mais juízo, será?

 

Taberna do Juiz

Quem “esquecer” de ir às compras, pode recorrer a Taberna do Juiz – o único restaurante na aldeia onde servem refeições e onde se encontra, na cozinha e atrás do balcão, o casal mais jovem da aldeia. André e Daniela servem café da manhã, petiscos, pratos de inspiração regional e dão ideias e sugestões para explorar os arredores desde o primeiro ao último minuto da viagem.

O café da manhã é, na verdade, um brunch. Do suco natural aos batidos, dos iogurtes aos cereais, dos pães de sementes à bola de carne, passando pelos biscoitos de manteiga, croissant, bolo caseiro, ovos mexidos, bacon e muito mais. No almoço ou no jantar, não deixe de experimentar o incontornável bacalhau, os franguinhos ao molho de laranja, a vitela ao molho de vinho e claro, a sobremesa que é sempre a mesma: requeijão com compota de abobora e amêndoas e fruta da época.

Os sabores são únicos e o desejo de repetir – ou de pedir para o casal arrumar uma marmitinha – é sempre unanime.

 

O que explorar nos arredores:

– Sítio Arqueológico do Vale do Mouro (8 km)

– Aldeia de Marialva (10 km)

– Aldeia Cidadelhe (10 Km )

– Termas de Longroiva (14 km)

– Pinhel (17 km)

– Aldeia Castelo Rodrigo (22 km)

– Ale do Côa Patrimônio Mundial da UNESCO (25 km)

– Aldeia Trancoso (25 km)

– Museu do Coa (32 km)

– Museu arqueológico do Côa (33 Km)

– Faia Brava (Reserva Natural)

– Miradouro da Pedra do Urso

 

Serviços adicionais:

– Visita guiada à aldeia do Juízo

– Fazer o vinho em lagar de vara

– Fabrico tradicional dos bolos de amêndoa, pão em forno comunitário ou requeijão

– Presenciar e participar da malha do centeio

– Visitas a quintas produtoras de vinhos

– Passeios pedestres por trilhos de gado

– Passeios de bicicleta

– Cruzeiro no Douro

 

 

Casas do Juízo
Onde: Rua de São Lourenço, Juízo, Pinhel / Portugal
Quanto: diárias a partir de 60€
Reservas: pelo Booking ou Airbnb

Contato: +351 927 585 758 ! reservas@casasdojuizo.com

 

Preparado para perder o juízo? Me conta, vai! 😉

 

Gostou das dicas? Segue o @aquelesqueviajam no Instagram para viajar e conhecer novos lugares em realtime! 

Vai viajar? Organize a próxima viagem com as milhares de ideias e inspirações do @aquelesqueviajam no Pinterest!

Lembre-se de reservar a hospedagem pelo Booking ou pelo Airbnb com 41€ de desconto na primeira reserva!

 

A hospedagem nas Casas do Juízo foi a convite do seu José Guerra, proprietário das casas. Todas as opiniões são verdadeiras, pessoais e baseadas em experiências reais.

Leave a comment