fbpx

50 fatos sobre Braga

A verdade é que Braga já existia antes de os romanos invadirem a Península Ibérica. Habitada pela tribo dos Brácaros quando o imperador César Augusto, em 16 a.C, a rebatizou como Bracara Augusta tornando-a maior e mais imponente cidade do país. Com o fim do império romano, Braga pertenceu ainda aos suevos e depois aos Muçulmanos.

Após conquistas e reconquistas de vários povos, o rei de Leão, D. Afonso VI, doou-a como dote a sua filha D. Teresa, quando esta se casou com o Conde D. Henrique de Borgonha.

Com mais de 2.000 anos de história, há muito sobre Braga para descobrir. Aqui tem 50 fatos que dão conta de uma introdução sobre a dimensão histórica da cidade.

aquelesqueviajam_braga_bomjesus

1 – O Santuário do Bom Jesus do Monte, cartão postal da cidade de Braga, é o santuário mais importante do país depois do de Fátima.

2 –  O funicular do Bom Jesus é um ícone da engenharia portuguesa do século XIX.

3 – Construído em 1.882, o funicular do Bom Jesus foi o primeiro da Península Ibérica. É o elevador mais antigo no mundo a utilizar o sistema de contrapeso de água.

4 – Na estrada do Bom Jesus, os carros sobem sozinhos, sem a ajuda do motor. Chama-se Estrada Mágica e é uma pequena rampa onde muitas vezes os motoristas experimentam a sensação de andar em marcha à ré, enquanto deveriam estar subindo.

5 – “Ver Braga por um canudo” é uma expressão derivada de um telescópio do Bom Jesus. A expressão tem como significado “não alcançar o que se deseja” ou “querer algo e não conseguir”.

6 – A popular expressão “Ver Braga por um canudo” e tubos de cartão inspirou as artistas bracarenses Alexandra Rodrigues e Clementina Silva a criarem, em 2016, uma interativa obra urbana chamada “Braga por um canudo”.

7 – Há uma curiosa tradição em Braga, envolvendo a estátua de São Longuinhos, no Santuário do Bom Jesus e o São João. De acordo com a tradição, se andar as voltas da estátua realizando orações para São João, o casamento não tarda!  

8 – Na idade média, Braga ganhou o título de Roma Portuguesa. O arcebispo D. Diogo de Sousa, influenciado pela sua visita à cidade de Roma, desenhou uma nova Braga com várias igrejas e praças, ruas e monumentos com nomes religiosos.

9 – Braga é o centro de religiosidade em Portugal, conhecida também como a Cidade dos Arcebispos.

10 – Braga possui 82 igrejas, 76 capelas, 2 santuários, 1 basílica e 1 catedral. São inúmeras igrejas por km²!

11 – A Semana Santa de Braga é a maior e mais imponente de Portugal. Desde 23 de novembro de 2011, está oficialmente declarada como “Interesse para o Turismo”.

12 – Os Farricocos, um dos personagens mais marcantes da Semana Santa, são homens integralmente vestidos de preto e que estão em penitência. Nas mãos carregam matracas e andam descalços pelas ruas da cidade, criando um ambiente sombrio e arrepiante à sua passagem.

13 – Construídos entre os séculos XVI e XVIII, os calvários são pequenos altares fixados nas paredes pelo Centro Histórico. São abertos durante a Semana Santa, onde se evoca o percurso de Cristo em seu caminho para o Calvário.

14  – “Mais velho que a Sé de Braga” é uma expressão utilizada para caracterizar algo extremamente velho. A justificação por trás da expressão deve-se ao fato da Catedral Sé de Braga ser a mais antiga de Portugal.

15 – Cinco são os estilos arquitetônicos presentes na construção da Catedral Sé de Braga: românico, manuelino, barroco, rococó e o gótico.

16 – A cruz que foi utilizada na primeira missa no Brasil encontra-se no Museu da Catedral Sé de Braga.

17 – O monumento evocativo à Santidade Papa João Paulo II é uma homenagem a vinda do Papa a Braga em 1982. Três elementos formam o monumento: uma placa circular, um muro que significa a linha do olhar e a cripta constituída por três pirâmides que representam os três sacro-montes Bom Jesus, Sameiro e Falperra.

18 – Braga faz parte de uma das rotas do Caminho de Santiago de Compostela.

19 – Da Catedral Sé Braga, seguindo a sinalização do Campinho de Santiago, encontra-se a Fonte de São Tiago, construída em 1.531 na rua da Cónega. Essa é a maior prova de que por aqui passava o caminho desde os tempos quinhentistas.

20 – As Frigideiras do Cantinho, fundada em 1.706, é uma das pastelarias mais antigas de Braga. É aqui que se encontra as verdadeiras frigideiras, um salgado de massa folhada com carne típico da cidade.

21 – Os Fidalguinhos, vendidos na Doçaria Cruz de Pedra são biscoitos tradicionais de Braga, cuja receita tem origem na doçaria conventual. A forma do doce assemelha-se a duas pernas cruzadas, uma sátira aos Fidalgos – os nobres hereditários – que não tinham de se esforçar para atingir o que quer que fosse.

22 – Uma das receitas mais conhecidas de Portugal é de Braga. O Pudim Abade de Priscos é um pudim típico e inventado pelo Abade de Priscos, um abade católico que ficou conhecido na história gastronômica por ter sido um excelente cozinheiro.

23 – O Convento da Nossa Senhora da Piedade e dos Remédios, fundado em 1.544 foi a primeira edificação conventual da cidade de Braga. O convento chegou a ter cerca de 100 religiosas!

24 – Em 1.898 faleceu a última professora madre do convento. E em 3 de abril de 1.911 foi realizada a última missa na igreja e, pouco depois, a demolição do convento.

25 – O convento é um monumento que já não existe, mas ainda há alguns vestígios dele pela cidade como a Fonte de Santa Bárbara no jardim de mesmo nome.

26 – O Jardim de Santa Bárbara é repleto de geométricos canteiros floridos, inspirados nos tapetes persas.

27 – A Igreja de Santa Cruz, também conhecida como Igreja dos Galos, tem na sua fachada uma das lendas mais românticas da cidade. Diz a lenda que quem conseguir encontrar os três galos em alto-relevo existentes na fachada, tem o seu casamento para breve.

28 – Ao contrário do que muitos pensam, o padroeiro de Braga é São Geraldo – o santo do milagre das laranjas e não São João.

29 – Em termos de tradições, o São João de Braga é o mais antigo, como por exemplo a Dança do Rei David.

30 – É no São João de Braga que acontece desde 1.989 o Encontro Internacional de Gigantones e Cabeçudos. O encontro é formado por dezenas de gigantones e cabeçudos de Braga e outras cidades do norte de Portugal, Espanha e França.

31 – Em 2.012, Braga foi eleita a Capital Europeia da Juventude, um título dado pelo Fórum Europeu da Juventude. Durante esse ano foram desenvolvidas várias ações culturais, sociais e políticas focadas na juventude.

33 – A maior Noite Branca da Europa acontece durante o mês de setembro em Braga. Durante 48 horas a cidade é palco de shows, festas, feiras e várias outras atividades ligadas a arte, cultura e música.

34 – Todos os anos, Braga é palco de um dos maiores festivais de música eletrônica e artes digitais: o Semibreve! Artistas nacionais e internacionais fazem shows nos lugares mais icônicos da cidade como o Theatro Circo, Gnration e Casa Rolão.

35 – Em 2016, Braga foi Capital Ibero-americana da Juventude.

36 – A culpa de contarmos os dias da semana diferente do inglês e do espanhol é de Braga! No período de transição entre o domínio romano e a conquista cristã portuguesa, houve uma grande transformação na aparência da cidade, inclusive nos aspectos linguísticos: tudo que era considerado pagão precisava ser transformado.

37 – Mandado construir em 1.512 pelo Arcebispo D. Diogo de Sousa, o Arco da Porta Nova nunca chegou a ter uma porta. Por conta disso, foi uma obra super inovadora para a época.

38 – Símbolo da cidade e provavelmente um dos monumentos mais icônicos de Braga, o Arco da Porta Nova também deu origem a expressão “És de Braga? ”, utilizada para aqueles que costumam deixar a porta aberta.

39 – Braga é batizada de “cidade do barroco”. No Centro Histórico há mais de 100 edifícios deste estilo e na cidade encontra-se o maior índice de artes barroca de Portugal. O estilo barroco influenciou não só a vida dos bracarenses, mas toda a sociedade portuguesa durante mais de um século.

40 – A Fonte do Castelo, no Largo do Paço é a única na cidade que tem a imagem de uma mulher no topo.

41 – Um dos mais belos e antigos tulipeiros de Portugal está em Braga, nos jardins do Museu dos Biscainhos. Está é uma árvore classificada como interesse público e um dos exemplos mais significativos do barroco no país.

42 – Braga é a cidade mais feliz de Portugal e a terceira da Europa.

43 – O Estádio de Braga ou Estádio da Pedreira, construído para o Euro 2004 é uma das obras de engenharia mais notáveis do mundo.

44 – A beleza do Estádio de Braga é tamanha que já foi elogiada pelo ex – Presidente dos Estados Unidos,Barack Obama, na cerimônia de entrega do Prêmio Pritzker.

45 – Em 1.966 o Sporting Clube de Braga ganhou a Taça de Portugal e 50 anos depois, ganhou novamente. Ambos os jogos foram realizados no mesmo dia e mês: 22 de maio.

46 – Braga é a cidade mais antiga de Portugal.  Fundada pelos romanos por volta de 15/16 a.c, a cidade conta com mais de dois mil anos de história. Os vestígios romanos do período pré-romano, do século I e II não omitem esse fato.

47 – Nos tempos romanos, Bracara Augusta foi a maior e a mais importante cidade de Portugal. Esse período é revivido todos os anos no mês de maio através da feira “Braga Romana”, que tem como objetivo recriar o universo romano, principalmente o cotidiano dos denominados Bracaraugustanos.

48 – As Sete Fontes são um sistema de captação e condução de água do século XVIII e são consideradas um dos monumentos mais ricos de Braga. Eleitas como Patrimônio Nacional, estima-se que esse sistema, tenha abastecido a cidade desde os tempos de Bracara Augusta.

49 – Braga é conhecida como o “Penico de Portugal” por conta dos seguidos dias de chuva no mês de inverno.

50 – Braga é eleita Cidade Europeia do Desporto 2018.

Salve este pin ❤

Visitar Braga

16 Comments

  • Posted 28 de março de 2017 14:36
    by Cristina Souza da Rosa

    Adorei! Não sabia que a cruz da primeira missa no Brasil estava em Braga! Também adorei saber que ai tb tem gigantes e cabeçudos, como em Barcelona. Tb não sabia que os romanos tinham fundado a cidade.

    • Posted 28 de março de 2017 23:32
      by Naiara Back

      Viu só 🙂 E se andar por terras bracarense vai descobrir ainda mais fatos da cidade!

  • Posted 30 de março de 2017 16:26
    by Lia Carvalho

    Gostaria só de deixar uma pequena correcção no primeiríssimo fato exposto na introdução. Embora esteja posteriormente correto no ponto 46, Bracara Augusta foi fundada em 16 a.C. sim, mas não o século. Deixo ainda uma curiosidade: o domínio muçulmano foi muito inexpressivo e curto em Braga. Após os Suevos a influência cultural cuja visibilidade ainda existe veio do domínio visigodo, que em 585 foi tomada pelo rei visigodo Leovigildo. Obrigada pelo destaque dado à minha cidade mãe, e espero ter contribuído também um pouco 🙂

    • Posted 31 de março de 2017 20:15
      by Naiara Back

      Lia! Obrigada pelas importantes contribuições. Braga tem tantos fatos que chega a ser difícil compactar tudo em apenas 50 <3

  • Posted 30 de março de 2017 19:38
    by Carripana

    Excelentes curiosidades.
    Adorei.
    Só um reparo: Gnration em vez de Gnerator.

    • Posted 31 de março de 2017 20:11
      by Naiara Back

      Ups!!! Corrigido 🙂 Obrigada pela observação Carripana <3

  • Posted 31 de março de 2017 22:22
    by tovar Araújo

    Portugal tem coisas lindas… fantásticas. … CHIC…deslumbrante…inesquecível. genial

  • Posted 31 de março de 2017 22:29
    by tovar Araújo

    sou neto de português meu avô nasceu em COIMBRA o berço da CULTURA.

  • Posted 1 de abril de 2017 17:13
    by Keul Fortes

    Nossa que interessante! Adorei saber sobre Braga. Me deu vontade de conhecer pessoalmente! Obrigada pelas dicas maravilhosas.

  • Posted 1 de abril de 2017 21:14
    by Cynara Vianna

    Nossa, Braga tem o que mostrar e contar hein! Fiquei imaginando como será divertida a Noite Branca, anotei o período, quem sabe programo para conhecer a cidade nessa época :).

  • Posted 1 de abril de 2017 22:28
    by Gabi Pizzato

    Tanta importância história e pouco escuto sobre Braga!
    São Longuinho também tem tradição em Braga? Bem curiosa essa e diferente da que temos pelo Brasil.
    Muito interessante o seu post. Braga precisa entrar no roteiro quanto for para Portugal!

  • Posted 2 de abril de 2017 12:41
    by Flávia Donohoe

    vários fatos interessantes, eu já tinha conhecimento que a cidade fazia parte da rota de Santiago de Compostela, é sempre bom saber mais curiosidades de um destino!

  • Posted 2 de abril de 2017 14:05
    by Leo Vidal

    Não conhecia Braga e achei ótimo ler algumas curiosidades sobre a cidade que aguçaram minha vontade de incluir a cidade em um próximo roteiro pela região. Já vou recomendar para um amigo que fará o Caminho de Santiago.

  • Posted 2 de abril de 2017 22:02
    by angela sant anna

    a sétima é muito difundida aqui na minha região mas com uma miniatura da estátua! ” De acordo com a tradição, se andar as voltas da estátua realizando orações para São João, o casamento não tarda! ”
    algumas conhecidas casaram fazendo isso aheuaheue

  • Posted 3 de abril de 2017 14:37
    by Marcia Picorallo

    Sempre bom ter informação sobre cidades – e nossa, quanta! Olha, agora sei que um tulipeiro não é a planta da tulipa, mas uma árvore. Mas além de flores adoro palavras e gostei de saber que algumas expressões tiveram origem em Braga, principalmente a da porta aberta.

  • Posted 9 de abril de 2017 11:10
    by Edson Amorina Jr

    Que legal Naiara, muita coisa sobre Braga.

    E é sempre bom saber mais para onde vamos viajar, excelente post.

Leave a comment