aquelesqueviajam aveiro passeiodemoliceiro2 1080x720 - Passeio de Moliceiro: uma aula a céu aberto sobre Aveiro
Aveiro, Filosofias de viagem

Passeio de Moliceiro: uma aula a céu aberto sobre Aveiro

Vento batendo na cara, uma ria que se estende por vários quilômetros e uma aula introdutória a céu aberto sobre Aveiro. Esse é o cenário que viverá ao passear de barco moliceiro pela Veneza Portuguesa, apelido carinhosamente dado à cidade de Aveiro.

💙⛵

Uma foto publicada por Aqueles que Viajam (@aquelesqueviajam) em

Quase tão famoso quanto os Ovos Moles, as Salinas e os seus museus, os passeios de barco moliceiro pela ria proporcionam uma perspectiva diferente da cidade, do comércio local, dos seus canais históricos, da arquitetura art nouveau e dos diversos elementos que tornam Aveiro uma cidade única.

aquelesqueviajam_aveiro_passeiodemoliceiroO uso dos barcos moliceiros iniciou lá pelo século XIX quando eram utilizados para apanhar moliço, o lodo existente na ria que, depois de estendido para secar ao sol, servia de fertilizante às terras arenosas dos agricultores da região. Mas os tempos modernos deram fim ao trabalho de moliceiro, após a produção de adubos químicos ter passado a ser feita por industrias.

aquelesqueviajam_aveiro_passeiodemoliceiro5Mas barcos que tiveram uma importante presença comercial e tradicional na história de Aveiro não podiam ser esquecidos pelo tempo. Há algumas décadas, os antigos estaleiros da ria foram reativados para recuperar os moliceiros e as antigas técnicas artesanais de fabricação destes barcos, que passaram a ser utilizados para o turismo da cidade.

aquelesqueviajam_aveiro_passeiodemoliceiro4Nenhum par de olhos passa despercebido por um barco moliceiro! Pintados na proa e na popa com desenhos populares de cores vibrantes que remetem a fatos históricos, religiosos, safadezas ou ao cotidiano da vida dos aveirenses. Eles são autênticos e dão movimento e beleza a ria. E digo mais: viajar para Aveiro sem passear de barco moliceiro é como visitar o Rio de Janeiro e não subir no Cristo.

O passeio de barco moliceiro dura cerca de 45 minutos e percorre pelos canais da cidade. De ponta a ponta da ria um guia vai tornando aquilo se vê mais interessante e conta coisas que nem se imagina, como por exemplo onde é possível comer o melhor bacalhau na cidade e que a cor da água da ria não é verde como parece. Não mesmo! A água é transparente e a tonalidade verde é culpa do lodo e das algas que nela se encontram.

aquelesqueviajam_aveiro_passeiodemoliceiro3Um barco moliceiro faz parte da tradição local e um passeio pela ria torna-se indispensável para viver Aveiro como ela é: Veneza Portuguesa.

Salve este pin ❤

Passeio de moliceiro em Aveiro

aquelesqueviajam_coracao

O passeio de Moliceiro foi oferecido pela Caile do Oiro e pelo Turismo Centro Portugal, mas as experiências relatadas são todas pessoais.

Anterior Próximo

Aposto que também vai gostar de:

9 Comentários

  • Resposta Tais 9 de setembro de 2016 at 09:35

    Que linda a Veneza Portuguesa!
    Já tinha visto mais algumas fotos de lá em outros blogs de Portugal, mas sobre esse passeio de moliceiro é a primeira vez que leio sobre. Adorei e com certeza se tiver por aí não vou deixar de fazer o mesmo.
    Lindas fotos <3

  • Resposta Paula Brum 9 de setembro de 2016 at 12:26

    Menina, faz tempo que está na minha lista, para uma estada no verão em Portugal. Era para ter sido esse ano, mas não conseguimos fechar as datas para nossa fuga europeia, mas em 2017 não nos escapará. Esses barcos moliceiros são belíssimos, com suas cores fortes e alegres, além de que passeios assim nos permitem uma visão excepcional das cidades. Já desejo Aveiro desse ângulo. BjO!

  • Resposta Fran Agnoletto 9 de setembro de 2016 at 16:41

    Que passeio lindo…
    E as cores?
    As fotos estão demais!

    Beijos,
    Fran @ViagensqueSonhamos

  • Resposta Carlos Roberto e Gleidys 9 de setembro de 2016 at 17:35

    Que legal. Mais uma ótima dica para meu período em Portugal. Mais uma vez obrigado.

  • Resposta Luciana de Campos Assis 9 de setembro de 2016 at 18:32

    Não conhecia Aveiro, me pareceu um passeio bem diferente e interessante Na. Bem colorido né?!

  • Resposta Mariana Bueno 9 de setembro de 2016 at 19:16

    Seus posts sempre mostrando que uma viagem de 10 dias não vai ser suficiente pra ver tudo de lindo que tem em Portugal. Já fechei o roteiro e Aveiro acabou ficando de fora. Ainda nem fui, mas já tenho um bom motivo pra voltar! Adorei a história dos barquinhos! =)

  • Resposta Alyssa 10 de setembro de 2016 at 11:38

    Olha, eu nem sabia que tinha existia uma “Veneza Portuguesa”, que legal! Aveiro parece ser linda, vista dessa perspectiva então, uma delícia de passeio! Adorei as pinturas 🙂

  • Resposta Daniela Xavier 10 de setembro de 2016 at 16:11

    Que passeio delicioso! É a Veneza Portuguesa mesmo… belo post, adorei!

  • Resposta Murilo Pagani 10 de setembro de 2016 at 19:11

    Daquelas cidades que conseguem resgatar algum costume/tradição da sua história passada e utilizá-la a seu favor nos tempos atuais! Todos saem ganhando: a cidade, e principalmente, os viajantes!
    Simplesmente encantadora!

    A foto com o hotel retrata muito bem isso, na minha opinião!

    Ótimo relato!

    Abraço

  • Sou curiosa! Deixe um comentário:

    Spam prevention powered by Akismet

    Pular para a barra de ferramentas

    Adaptado por aquelesqueviajam.com